Esta Farmácia encontra-se autorizada a disponibilizar medicamentos através da Internet, pelo Infarmed, I.P.
Farmácia Queija Ferreira - Telefone   225 511 619    Farmácia Queija Ferreira - Telemóvel   931 374 925
 
 
 
 
 
imagem
Medicina Tradicional Chinesa

A Medicina Chinesa, originária da China e hoje conhecida e praticada em todo o mundo, está documentada desde há 5 mil anos. É, muito provavelmente, não apenas a mais antiga das medicinas, mas também a que mais tem sido praticada ao longo da História da Humanidade.

 

É uma medicina que se propõe analisar o indivíduo através de um princípio energético e, com esse diagnóstico, proceder ao tratamento por meio das várias disciplinas que englobam a Medicina Chinesa. No Ocidente este conjunto de práticas terapêuticas está presente há cerca de 300 anos. No seu país de origem e no Oriente, é milenar.

 

Segundo esta medicina o corpo tem mecanismos de detecção e correcção da doença e de desequilíbrios, sendo que o objectivo da Medicina Chinesa é auxiliar as funções do organismo reduzindo ao mínimo a interferência.

 

A Medicina Tradicional Chinesa incorpora práticas e experiência de milhares de anos, e baseia-se numa abordagem abrangente, baseada no estudo do Yin e Yang (estudo dos opostos), dos Cinco Elementos e da circulação da energia pelos meridianos do corpo. 

 

São oito os métodos terapêuticos da Medicina Tradicional Chinesa:


1 - Acupunctura

2 - Massagem Terapêutica Tui Na

3 - Ventosaterapia

4 - Reflexologia

5 - Moxibustão

6 - Ginástica Terapêutica Chi Kung e Tai Chi Chuan

7 - Fitoterapia (Ervas Medicinais)

8 - Dietética Chinesa 

 

Serviços

 

ACUPUNCTURA 

A Acupunctura é a inserção de agulhas filiformes no corpo, em pontos específicos reconhecidos como efectivos no tratamento de perturbações de saúde. Os pontos de acupunctura foram detectados e registados pelos chineses ao longo de um período de vários milhares de anos e, recentemente, pesquisas electromagnéticas confirmaram as suas localizações. 

 

Como funciona a Acupunctura?

O tratamento da acupunctura visa o equilíbrio perfeito e harmonioso entre corpo, mente e espírito de energias que circulam pelo organismo, prevenindo e tratando doenças.

 

A Acupunctura Tradicional baseia-se nas antigas teorias Chinesas acerca do fluxo de Qi (Energia) e Xue (Sangue), através de meridianos ou canais específicos que cobrem o corpo de forma semelhante aos nervos, veias e artérias e que, internamente, se ligam a todos os orgãos e tecidos.

 

De acordo com a antiga teoria, a Acupunctura vai estimular a boa circulação de vários tipos de energias orgânicas, fazendo com que fluam para áreas onde estão deficientes e para fora das áreas em que se encontram em excesso.

 

Desta forma, a Acupunctura regula e restabelece o equilíbrio energético harmonioso do corpo, contribuindo assim para o bem-estar e qualidade de vida.

 

Em Chinês existe um ditado: "Não há dor onde há livre fluxo; se há dor não há livre fluxo".

 

A Acupunctura é frequentemente combinada com outras terapêuticas da Medicina Tradicional Chinesa, principalmente a fitoterapia, a massagem chinesa TuiNa e a ginástica energética Chi Kung. 

 

Que problemas podem ser tratados por Acupunctura?


A acupunctura, sendo um dos principais componentes da Medicina Tradicional Chinesa, é usada no tratamento da maioria das patologias do corpo humano.

 

A Organização Mundial de Saúde recomenda o uso de Acupunctura em muitas perturbações de saúde. 

 

A Acupuntura é indicada para:

- Ansiedade, insónias, depressão, stress, pânico, obesidade, tabagismo.

- Dores de cabeça, gripe, asma, sinusite, rinite, bronquite, faringite.

- Infertilidade, dores menstruais, impotência sexual, ejaculação precoce, frigidez.

- Dores de estômago, gastrite, dor abdominal, hemorróidas, cólicas, diabetes.

- Sequelas de A.V.C. (derrame cerebral), paralisia, hemiplegia, paraplegia, tetraplegia, paralisia facial, sequelas de lesão medular, paralisia cerebral.

- Lesões por esforços repetitivos ou doenças ósteo-musculares relacionadas ao trabalho:

- Tendinite, tenossinovite, torcicolo, hérnia, dor lombar, dor cervical;

- Dores "nas costas", dores em geral (punho, cotovelo, ombro, joelho, tornozelo). 

 

Tem efeitos secundários? Qual a sensação de uma agulha espetada? 

 

A Acupunctura é 100% natural e não usa químicos. É uma técnica terapêutica destinada a estimular o equilíbrio homeoestático do organismo, sendo a sua aplicação livre de efeitos secundários.


Após a colocação da agulha feita pelo especialista em Medicina Tradicional Chinesa, a sensação obtida varia de pessoa para pessoa: calor em volta dos pontos, relaxamento geral, cãibra, entorpecimento, sensação de corrente eléctrica ligeira, etc. Em qualquer dos casos, se experimentar algum desconforto, será habitualmente muito ligeiro. 

 

As agulhas de Acupunctura são seguras? 

 

A melhor prática entre os acupunctores é a utilização de agulhas esterilizadas na origem, embaladas individualmente e descartáveis. As agulhas não devem ser guardadas e usadas novamente em tratamentos posteriores do mesmo paciente. Isto elimina a possibilidade de transmitir doenças contagiosas por uma agulha contaminada. 

 

A acupunctura provoca dor? 

 

Na língua chinesa a Acupunctura é bu tong, e significa sem dor.


Se o terapeuta obteve um estímulo correcto com a agulha, o paciente deverá sentir uma certa cãibra, peso, distensão, formigueiro ou sensação eléctrica, quer à volta da agulha quer subindo ou descendo o meridiano afectado (canal de circulação de energia). Algumas culturas Ocidentais podem classificar estas sensações como tipos de dor. Em qualquer caso, se experimentar algum desconforto, será habitualmente ligeiro. 

 

A que profundidade penetram as agulhas? 

 

Depende da natureza do problema, da localização dos pontos seleccionados, da estatura, da idade e da constituição do paciente, bem como do estilo ou escola do acupunctor. Usualmente as agulhas são inseridas a uma profundidade entre 7 e 30 milímetros. 

 

Como se escolhe um tratamento? 

 

O diagnóstico é a parte mais importante em qualquer acto de medicina, uma vez que dele depende em grande parte a eficácia do tratamento.


Após o diagnóstico, o Acupunctor explicará a natureza do problema, segundo a Medicina Tradicional Chinesa, bem como o tratamento que recomenda, analisando com o paciente o benefício e eventuais limitações do tratamento proposto. 

 

TUINA 

 

Começamos por definir o termo TuiNa (Massagem Chinesa), que quer dizer "empurrar" e "agarrar". Tem como objectivo dispersar, tonificar e harmonizar a energia e o sangue de um meridiano, órgão ou região.


Relaxa as tensões corporais e reorganiza as energias yin e yang do organismo, promovendo o restabelecimento da saúde e bem-estar. 

 

Qual a diferença entre a TuiNa e outros tipos de Massagem?


A diferença principal consiste no facto de a Massagem Chinesa ser feita depois de se fazer diagnóstico e de se saber qual ou quais os desequilíbrios energéticos de que o paciente é portador. Esta massagem tem como fim restabelecer o equilíbrio energético enquanto que outros tipos de massagem visam sobretudo o relaxamento muscular. 

 

Como funciona a TuiNa?


Este tipo de massagem baseia-se nas antigas teorias Chinesas acerca do fluxo de Qi (Energia) e Xue (Sangue), através de meridianos ou canais específicos que cobrem o corpo de forma semelhante aos nervos, veias e artérias. De acordo com esta teoria, a TuiNa permite que o Qi flua para áreas onde está deficiente e para fora das áreas em que se encontra em excesso. Desta forma, a TuiNa regula e restabelece o equilíbrio energético harmonioso do corpo, permitindo a sua recuperação e normalização. 

 

Que problemas podem ser tratados com TuiNa?


Seguindo os mesmos métodos de análise, diagnóstico e terapêutica usados vulgarmente em Acupunctura, a TuiNa pode do mesmo modo tratar todo o tipo de problemas abordados pelos tratamentos das outras terapias que compõem a Medicina Tradicional Chinesa. 

 

A TuiNa é compatível com os cuidados médicos?


A TuiNa é perfeitamente compatível com os cuidados médicos convencionais. Para os alterar ou prescindir deles deve consultar o seu médico e conversar sobre isso com o seu especialista de Medicina Tradicional Chinesa. A colaboração e complementaridade entre ambos assegurará para o paciente os melhores resultados. 

 

A TuiNa é segura?


Quando ministrada por especialistas de Medicina Tradicional Chinesa, a massagem TuiNa é 100% segura. É costume na prática clínica de massagem o uso de sedas especiais para a execução da maioria das técnicas de TuiNa, isto evita lesar a pele do paciente durante a massagem. Nas técnicas que exigem uma maior fricção, recorre-se óleos de massagem que permitirão uma melhor aplicação das técnicas. Nenhuns outros utensílios são utilizados na prática Clínica de massagem. 

 

VENTOSATERAPIA 

 

Técnica que através de recipientes de vidro, plástico ou bamboo promove a sucção na pele e nos músculos superficiais. Esta sucção activa a circulação, desobstruindo o fluxo de energia nos meridianos, descongestionando-os, eliminando as aderências entre a pele e a musculatura. 

 

A sua principal indicação é a de activar a função dos pontos de acupunctura. 

 

Benefícios:

- Aumenta a circulação sanguínea

- Elimina estancamentos

- Activa a secreção de fluidos sinonimais pelo que relaxa as articulações

- Elimina aderências

- Extrai a toxicidade do tecido

 

Indicações:

- Dores articulares

- Lombalgias

- Cefaleias

- Gripes

- Constipações

- Tosse

- Asma

- Dismenorreia (Dor menstrual)

- Hipertensão Arterial 

 

REFLEXOLOGIA 

 

A reflexologia consiste na aplicação de uma pressão específica nos chamados pontos reflexos do corpo. Esses pontos possuem ligações com os nossos órgãos e por esse motivo, geram resultados, curas e prevenções de doenças que estão relacionadas a eles. 

 

Trata-se da arte de curar através do toque nos pés, seguindo o princípio de que todos os órgãos do corpo, inclusive o cérebro, estão conectados através de canais de energia activadas em pontos nos pés. Portanto, quando os pés estão cansados, assim está a mente e o corpo. 

 

Benefícios desta técnica:

- Relaxa o corpo, a mente e o espírito;

- Normaliza as funções corporais;

- Melhora a circulação sanguínea;

- Melhora a comunicação nervosa;

- Aumenta as capacidades do sistema imunitário;

- Alivia a dor;

- Trata a pessoa no seu todo. 

 

MOXIBUSTÃO 

 

A Moxibustão é uma técnica que consiste em aquecer certos pontos ou zonas do corpo com uma erva seca chamada artemísia.


Tem múltiplas aplicações e faz parte integrante da Medicina Chinesa. 

 

A moxibustão funciona através da aplicação de calor sobre pontos específicos, desbloqueando os "canais energéticos", permitindo que o Qi (energia vital) flua naturalmente, restabelecendo o equilíbrio do corpo humano.


Desbloqueia os pontos e meridianos;

- Aumenta o fluxo sanguíneo;

- Favorece o relaxamento físico e mental;

- Alivia dores provocadas pelo frio e excesso de humidade;

- Alivia dores dos músculos e articulações;

- Equilibra problemas no sistema nervoso;

- Proporciona um estado de relaxamento físico e psíquico.

 

Actualmente é com frequência substituída por um aparelho electromagnético que emite calor; este aparelho recebeu prémios de 1º e de 2º lugar em concursos de invenções na área da saúde. É de grande utilidade no tratamento das dores reumatismais, nas lesões na pele e é extraordinário nas úlceras varicosas. 

 

Perguntas Frequentes 

 

O que saber acerca dos tratamentos de MTC?


O seu terapeuta explicará a natureza do seu problema, segundo a Medicina Tradicional Chinesa, bem como o tratamento que recomenda. Deverá analisar consigo os benefícios e limitações do tratamento proposto, bem como as outras opções de tratamento existentes, quer praticadas por ele próprio quer por outro terapeuta ou por um médico. 

 

Como é realizada uma consulta de Medicina Chinesa?


Uma consulta baseada no modelo tradicional chinês pode levar de vários minutos a algumas horas. O terapeuta questiona vários aspectos da vida incluindo a infância, expressão das emoções, a alimentação, hábitos e costumes.

 

Para realizar um diagnóstico de MTC, são considerados três aspectos básicos:

 

- Observar (lingua, face, postura, expressões, movimentos)

- Ouvir e cheirar

- Palpar (pulso, meridianos, pontos)

 

No tratamento são utilizadas métodos terapêuticos de Medicina Chinesa que incluem: Acupunctura, Massagem TuiNa, Ventosaterapia, Reflexologia, Moxibustão, Dietética. 

 

O que pode tratar a Medicina Chinesa?


Graças às suas múltiplas aplicações e à ausência de efeitos secundários, esta medicina tem hoje uma projecção mundial, sendo mesmo recomendada pela Organização Mundial de Saúde no tratamento das seguintes doenças:

 

- Perturbações Músculo-esqueléticas: Tendinites, reumatismo, artrite, ciática, enxaqueca, dor lombar, dor cervical, etc;

- Perturbações Urogenitais: Dores menstruais, menstruação irregular, menopausa, infecção urinária, cálculo renal, infertilidade, impotência e frigidez, etc;

- Perturbações respiratórias: Bronquite, sinusite, rinite, asma, amigdalite, gripe, constipação, etc;

- Perturbações cardiovasculares: Hipertensão, arritmias, má circulação, etc;

- Perturbações gastrointestinais: Gastrite, diarreia, obstipação, cólicas, hemorróidas, etc;

- Diabetes e obesidade;

- Sequelas de A.V.C. (derrame cerebral), paralisia, hemiplegia, paraplegia, paralisia facial, sequelas de lesão medular, paralisia cerebral.

- Perturbações Psíquicas e emocionais: Depressão, ansiedade, stress, insónia, irritabilidade, etc. 

 

 Quais devem ser os critérios para a escolha de um acupunctor?


Os pacientes devem perguntar onde o praticante obteve a sua formação, quanto tempo durou, há quanto tempo exerce e qual a sua experiência no tratamento da sua perturbação específica. Em países onde o exercício da Acupunctura se encontra regularizada devem pedir os documentos oficiais comprovativos da sua competência (tal é o caso, por exemplo, de cerca de metade dos estados americanos, Canadá, Austrália, Alemanha e países do norte da Europa). Nos outros países, como Portugal, o facto de pertencer a associações profissionais do sector pode ser um indicador importante a juntar à reputação pública do praticante. 

 

As agulhas de acupunctura são seguras?


A melhor prática entre os acupunctores actuais e a que é seguida na Farmácia Queija Ferreira é a utilização de agulhas esterilizadas na origem, embaladas individualmente e descartáveis. As agulhas não devem ser guardadas e usadas novamente em tratamentos posteriores do mesmo paciente. Isto elimina a possibilidade de transmitir doenças contagiosas por uma agulha contaminada. 

ir para o topo
 
 
carrinho
A minha encomenda
 
 
 
Newsletter
Indique o seu email: